Jovem cria plataforma para inclusão de deficientes

19/11/2016

Tendo como pilares deficiência física, auditiva e visual, o estudante de Administração e portador de deficiência auditiva parcial bilateral, Diego Nunes, 26 anos, desenvolveu a plataforma Rpinclusão, que possui recursos e informações sobre acessibilidade na cidade de Ribeirão Pires, disponibilizada em site e aplicativo para celulares.
A ideia a princípio era compor seu projeto de faculdade, baseado na experiência de vida de alguns colegas portadores de deficiências, até que o estudante percebeu a necessidade de expandir a proposta. Sendo morador de Ribeirão Pires desde a infância, Nunes se sentiu mais seguro para rastreá-la e assim, disponibilizar um mapa interativo do município, no qual dá às pessoas com deficiência autonomia de escolher os lugares acessíveis em escala de 100% (representados na cor verde), 50%(com a cor amarela) e não acessíveis (cor vermelha), de acordo com sua necessidade.
O AppWeb foi criado no dia 25 agosto e o site, no dia 5 de setembro. Além disso, a plataforma também dispõe de informações detalhadas sobre cada uma das deficiências auxiliadas, recursos de acessibilidade, libras, sugestão de filmes e notícias sobre conquistas, direitos e eventos de pessoas com deficiência em Ribeirão Pires. "Espero que esse projeto possa agregar conhecimento sobre inclusão e dar visibilidade as políticas públicas sobre as pessoas com deficiência na cidade de Ribeirão Pires e do Grande ABC", comenta o criador Diego Nunes.
Após o lançamento, a adesão do público foi espontânea, o registro é de aproximadamente 500 acessos, sendo 300 via celular e 200 por computador. A interatividade também acontece por comentários, sugestões e críticas. O criador ressalta que a inclusão é necessária e precisa ser contínua para tornar a sociedade mais acessível a todos. "As sessões de mapas, libras e filmes foram bastante elogiadas. Fico muito feliz e grato em ver que as pessoas com deficiência tenham um portal dedicado para participar e ter autonomia para usufruir dos lugares acessíveis na cidade".
Gabriel Matias, 26 anos, estudante de Jornalismo, nasceu de sete meses e teve paralisia cerebral, o que atingiu sua parte motora. O jovem ficou sabendo da plataforma pelo núcleo de acessibilidade da USCS (Universidade de São Caetano) e se diz entusiasmado em ver a acessibilidade sendo alcançada. "Sempre tentei encarar a questão da deficiência como uma característica de qualquer pessoa, como se fosse alto, magro ou gordo. Vejo, através da plataforma, isso ter resultado", conta Matias.
O estudante também ressalta o diferencial dado por meio das dicas de filme no portal. "No site tem uma série de dicas de filmes em que tem deficientes como protagonistas, então eu fico feliz em perceber que eu e outras tantas pessoas estamos atingindo o meu objetivo".
O criador também pretende disponibilizar a plataforma na loja virtual do sistema IOS.
Site :http://rpinclusao.webnode.com
AppWeb para Celulares: http://m.app.vc/rpinclusao#/home

fonte http://www.dgabc.com.br/Noticia/2425734/jovem-cria-plataforma-para-inclusao-de-deficientes